Pular para o conteúdo principal

ALERTA

NOVA DROGA - KROKODIL

Esta droga atualmente muito usada na Rússia, por ser barata e produzir os mesmos efeitos da heroína.
 Esta droga é extremamente letal, e antes de levar à morte o uso dela faz com que a pele da pessoa fica escamosa no início, mas depois de um tempo de uso a carne da pessoa começa a  se corroer, chegando mesmo até os ossos. "Surgem feridas que aumentam até o desaparecimento dos músculos e nervos que cobrem os ossos e o resultado são verdadeiros mortos-vivos agonizando até a morte certa. Em muitos casos, também os ossos são carcomidos por uma acidez mortificante que lembra as mais horripilantes produções cinematográficas. Estes são os efeitos da droga mais popular da Rússia, o krokodil, e suas imagens distribuídas pela internet nos evocam um profundo medo sobre o que pode vir da macabra combinação entre a indústria farmacêutica, o narcotráfico e as políticas de “redução de danos” apoiadas pela ONU em todo o mundo. O fato é que tanto a imprensa internacional quanto as organizações de saúde pelo mundo têm mostrado uma preocupação velada e feito um certo silêncio em torno do assunto." (Trecho retirado do site Mídia sem máscara)
Durante o efeito da droga a pessoa se parece com um zumbi, não consegue controlar os movimentos.
Creio ser nossa obrigação como educadores, alertar para o uso dessa droga, bem como de outras. A droga já chegou ao México e talvez chegue ao Brasil em pouco tempo.
É muito importante sabermos suas consequencias e efeitos para que evitemos que nossos jovens, adolescentes usem-na.
As imagens são chocantes e muito tristes.
Portanto, CUIDADO!

 
Mais informações :
http://www.midiasemmascara.org/artigos/cultura/12917-krokodil-a-manifestacao-fisica-do-mal-e-seus-antecedentes-parte-1.html

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

BONECO ECOLOGICO

PARA montar um boneco ecológico voce vai precisar:
de uma meia fina, com pé
terra
alpiste
papel para fazer os olhos, narizinho e boca, ou olhos de plástico comprados na papelaria
uma garrafa pet


Corte a garrafa pet para fazer o suporte
Pegue a meia fina e corte mais ou  menos 15 cm
Coloque alpiste no fundo da meia, mais ou menos uma tampinha de garrafa pet
Encha com a terra.
Amarre e corte a meia
Cole os olhos e faça a carinha do boneco  a gosto
Molhe  o fundo da meia
Vire e coloque na garrafa pet cortada
Regue sempre que estiver seco, dia sim dia não, normalmente
Espere o alpiste "cabelinhho " crescer e pronto!!!
É uma ótima atividade para fazer com as crianças na escola ou em casa, e acompanhar a germinação das sementes de forma criativa e lúdica, saindo um pouco do feijão no algodão.




Programa GLOBE NASA E AEB

O GLOBE é um programa internacional de educação científica e ambiental desenvolvido pela Nasa. Iniciou suas atividades no Dia da Terra, em 1995. Estudantes, professores, cientistas e cidadãos em todo o mundo participam na coleta de dados, estudos científicos e contribuem para compreensão do meio ambiente. Utiliza protocolos desenvolvidos pela Nasa para coleta de dados.Em nossa escola EMEF PROFª ANA BERLING MACEDO, em São José dos Campos, duas salas participam do programa: 7A e 9A.




BENEFÍCIOS DO PROGRAMA GLOBE: Promove a interação de estudantes, professores, cientistas e cidadãos de todo o mundo para estudos científicos sobre o meio ambiente; Desperta vocações em STEM; Integra disciplinas curriculares da Escola;

OS MAIAS

De Eça de Queirós

Lido em mês de férias na praia, livro denso, com crítica a vida na sociedade de Lisboa em 1880, a Igreja Católica .
Trata da burguesia de Lisboa, dos costumes dos jovens ricos que nada faziam além de divertir-se e falar da vida alheia, comer e beber na casa de amigos, frequentar saraus e casas de jogos, vez por outra ter um romance extra conjugal.

Trecho: Carlos realmente não tinha tempo de se occupar do laboratorio; e deixaria a Deus mais algumas semanas o privilegio exclusivo de saber o segredo das cousas - como elle dizia rindo ao avô. Logo pela manhã cedo ía fazer as suas duas horas d'armas com o velho Randon; depois via alguns doentes no bairro onde se espalhara, com um brilho de legenda, a cura da Marcellina - e as garrafas de Bordeus que lhe mandara Affonso. Começava a ser conhecido como medico. Tinha visitas no consultorio - ordinariamente bachareis, seus contemporaneos, que sabendo-o rico o consideravam gratuito, e lá entravam, murchos e com má car…