sábado, 20 de setembro de 2014

ALERTA

NOVA DROGA - KROKODIL

Esta droga atualmente muito usada na Rússia, por ser barata e produzir os mesmos efeitos da heroína.
 Esta droga é extremamente letal, e antes de levar à morte o uso dela faz com que a pele da pessoa fica escamosa no início, mas depois de um tempo de uso a carne da pessoa começa a  se corroer, chegando mesmo até os ossos. "Surgem feridas que aumentam até o desaparecimento dos músculos e nervos que cobrem os ossos e o resultado são verdadeiros mortos-vivos agonizando até a morte certa. Em muitos casos, também os ossos são carcomidos por uma acidez mortificante que lembra as mais horripilantes produções cinematográficas. Estes são os efeitos da droga mais popular da Rússia, o krokodil, e suas imagens distribuídas pela internet nos evocam um profundo medo sobre o que pode vir da macabra combinação entre a indústria farmacêutica, o narcotráfico e as políticas de “redução de danos” apoiadas pela ONU em todo o mundo. O fato é que tanto a imprensa internacional quanto as organizações de saúde pelo mundo têm mostrado uma preocupação velada e feito um certo silêncio em torno do assunto." (Trecho retirado do site Mídia sem máscara)
Durante o efeito da droga a pessoa se parece com um zumbi, não consegue controlar os movimentos.
Creio ser nossa obrigação como educadores, alertar para o uso dessa droga, bem como de outras. A droga já chegou ao México e talvez chegue ao Brasil em pouco tempo.
É muito importante sabermos suas consequencias e efeitos para que evitemos que nossos jovens, adolescentes usem-na.
As imagens são chocantes e muito tristes.
Portanto, CUIDADO!

 
Mais informações :
http://www.midiasemmascara.org/artigos/cultura/12917-krokodil-a-manifestacao-fisica-do-mal-e-seus-antecedentes-parte-1.html

domingo, 24 de novembro de 2013

Novas vivências

Cheia de vontade, fui ontem ao Workshop sobre Música nas Escolas. Os palestrantes eram ótimos, e os instrutores da parte prática eram os integrantes da nossa orquestra sinfônica. Foi muito gostoso! A hora passou que nem sentimos, não tendo pressa para ir embora, apesar de ser uma segunda feira a noite, após um primeiro dia de trabalho da semana, me encantei e gostei! Se pudesse, iria hoje novamente, pois senti uma sensação de bem estar e relaxamento. A princípio cantamos uma música, uma música infantil, chamada : do CD compilado por de cantigas de ninar ou populares. Assistimos um vídeo e percebemos que a música está realmente em tudo! Os sons e as paisagens sonoras também fazem parte desse workshop, e assim fomos nos integrando totalmente ao tema MUSICA. Foi ótimo! Só para uma comparação, a professora Gabriela Abdala nos mostrou um quadro com o levantamento de dados comparativos de anos atras e de agora sobre a paisagem sonora. Estamos cercados de sons, o tempo todo!


terça-feira, 1 de maio de 2012

BONECO ECOLOGICO



PARA montar um boneco ecológico voce vai precisar:
de uma meia fina, com pé
terra
alpiste
papel para fazer os olhos, narizinho e boca, ou olhos de plástico comprados na papelaria
uma garrafa pet


Corte a garrafa pet para fazer o suporte
Pegue a meia fina e corte mais ou  menos 15 cm
Coloque alpiste no fundo da meia, mais ou menos uma tampinha de garrafa pet
Encha com a terra.
Amarre e corte a meia
Cole os olhos e faça a carinha do boneco  a gosto
Molhe  o fundo da meia
Vire e coloque na garrafa pet cortada
Regue sempre que estiver seco, dia sim dia não, normalmente
Espere o alpiste "cabelinhho " crescer e pronto!!!
É uma ótima atividade para fazer com as crianças na escola ou em casa, e acompanhar a germinação das sementes de forma criativa e lúdica, saindo um pouco do feijão no algodão.




terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

OS MAIAS


De Eça de Queirós

Lido em mês de férias na praia, livro denso, com crítica a vida na sociedade de Lisboa em 1880, a Igreja Católica .
Trata da burguesia de Lisboa, dos costumes dos jovens ricos que nada faziam além de divertir-se e falar da vida alheia, comer e beber na casa de amigos, frequentar saraus e casas de jogos, vez por outra ter um romance extra conjugal.

Trecho: Carlos realmente não tinha tempo de se occupar do laboratorio; e deixaria a Deus mais algumas semanas o privilegio exclusivo de saber o segredo das cousas - como elle dizia rindo ao avô. Logo pela manhã cedo ía fazer as suas duas horas d'armas com o velho Randon; depois via alguns doentes no bairro onde se espalhara, com um brilho de legenda, a cura da Marcellina - e as garrafas de Bordeus que lhe mandara Affonso. Começava a ser conhecido como medico. Tinha visitas no consultorio - ordinariamente bachareis, seus contemporaneos, que sabendo-o rico o consideravam gratuito, e lá entravam, murchos e com má cara, a contar a velha e mal disfarçada historia de ternuras funestas. Salvara d'um garrotilho a filha d'um brazileiro, ao Aterro - e ganhara ahi a sua primeira libra, a primeira que pelo seu trabalho ganhava um homem da sua familia.

O que me intrigou: a aceitação tranquila das traições das mulheres casadas com jovens da alta sociedade.
Todos aceitavam os romances adúlteros!
O que me fascinou: o amor de Carlos por Maria Eduarda. A força do avô, a amizade entre Carlos e João da Ega.
"João da Ega é daquelas personagens imortais e únicas, proclama filosofias, ideais, leis, teorias, modas, ciências e estilos, ao longo do romance, enriquecendo a narrativa em debates com outras personagens caracterizadoras das correntes de pensamento da época, e, por isso, não menos interessantes. "

Apesar de no começo do livro ser um pouco intediante, moroso, ao longo da narrativa vai se tornando mais e mais fascinante.
Foi adaptado para a serie de TV da Globo em 2001 e em março será reapresentada no Canal de TV a cabo LIVRE.

sábado, 12 de novembro de 2011

foto de :Alvaro E. Migotto


Um site que diponibiliza uma grande variedade de fotos e vídeos provenientes de atividades científicas em biologia marinha.
 As imagens possuem classificação taxonômica, estágio de vida, habitat e outras informações que permitem navegar de maneira intuitiva e didática.


Visite: http://cifonauta.cebimar.usp.br/

VALE A PENA CONHECER E EXPLORAR!!!!!


sábado, 5 de novembro de 2011

Visita da Missão Libertar na escola

Palestra e música




O Rodrigo falou com nossos alunos sobre a amizade e sobre o respeito. Sobre como devemos ser gratos a Deus por nossa vida.
Brincando, vai chamando a atenção dos alunos.



quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Horta

Andamos a colher alguns frutos de nossa horta na escola.
Engraçado no entanto é notar que muitas coisas nascem de um em um por la.
A  primeira alface - somente um pé ficou no ponto - agora a primeira escarola.
Mas os tomates, ah, os tomates, vieram aos montes.
Todo mundo comeu, e comeu e continua comendo pois que todo dia temos mais tomates no ponto!
A amiga ja comentou: nesta escola os tomates estão em toda parte!
Explico. Colhemos alguns não totalmente maduros e deixei-os alguns na sala de leitura, outros em um saco dentro do armário onde guardamos os jogos dos alunos da EFETI... outros estavam na geladeira, um dia ficaram em cima da mesma - a geladeira - em outro dia deixei-os em cima da estante de livros.
Ok, ok...
É que ainda não achei o melhor lugar para guardá-los enquanto esperamos amadurecer para então saboreá-los com os alunos, com sal  ou não.
Aqueles que provaram aprovaram! Ulalá, o sabor É diferente. Tem gosto, tem graça.
Depois de experimentar o tomate da horta dificilmente vamos gostar de comer o tomate da feira de novo!